Determine o Porte da sua Empresa

O post de hoje traz um teste que ajuda a situar o empresário onde seu empreendimento se encontra na escala de porte. Com isso, define-se um ponto inicial para traçar novas estratégias e aprimorar as técnicas  em busca do desenvolvimento. Entretanto, é importante lembrar que trata-se apenas de um parâmetro indicativo, não podendo ser considerado como uma determinação oficial e de grande aprofundamento.

Recomendações de Preenchimento

  1. Leia atentamente cada afirmação do teste. Reflita considerando dados quantitativos e qualitativos das estruturas e estratégias da sua empresa.
  2. Marque apenas uma opção, aquela que mais se identifica com a situação da sua empresa neste momento. Na última coluna da direita constam os pontos da resposta escolhida. Anote-os na respectiva linha ao final de cada bloco e prossiga seguindo estes passos até o final, onde você poderá conferir o resultado.
  3. O porte da sua empresa é definido pela predominância de características relacionadas aos perfis classificados em Micro (MC), Pequena (PE), Média (ME) ou Grande (GE) empresa. Lembre-se de que não se trata de uma ciência exata de tipos puros, e, sim, de uma aproximação na identificação do porte ou tamanho da empresa.
Características de Classificação Tipo/Pontos

1 – Origem do Empresário

Tornou-se empresário por questões contingenciais (     )  MC 1
Pouca tradição empresarial na família (     )  PE 2
O empresário tem pais ou avós que atuaram no ramo empresarial (     )  MD 4
A continuidade familiar no empreendimento é quase compulsória (     )  GE 6
Pontos

2 – Origens do Capital

Economias familiares ou empréstimos obtidos por linhas especiais de crédito (     )  MC 1
O capital é de um dos sócios (     )  PE 2
O capital passa a ser dividido por ações ou cotas (     )  MD 4
Pulverização do capital, concentrando-se um volume de ações para assegurar o controle administrativo da organização (     )  GE 6
Pontos

3 – Relação Empresa/Empresário

A empresa é um meio de vida (     )  MC 1
A empresa é ainda um meio de vida, mas o empresário já começa a pensar em termos de lucro, mais do que simplesmente remuneração pelo seu trabalho operacional (     )  PE 2
Obtenção do lucro máximo (     )  MD 4
Relação distanciada, quando o sucesso do empresário está ligado ao desempenho geral da organização (     )  GE 6
Pontos

4 Domínio sobre a empresa

A empresa é o emprego do empresário (     )  MC 1
O proprietário está na direção geral da empresa (     )  PE 2
Possibilidade da passagem do controle da empresa da família para um grupo controlador profissional (     )  MD 4
O controle da empresa é determinado em grandes transações comerciais (     )  GE 6
Pontos

5 História empresarial

História muito recente (     )  MC 1
Já pode ser contada uma história de lutas (     )  PE 2
Já pode ser contada uma história de sucessos (     )  MD 4
A sua história supera as décadas e pode ser contada em amplos programas de informação (     )  GE 6
Pontos

6 – Estrutura da empresa

Nenhuma estrutura, o proprietário comanda a empresa em todos os sentidos (     )  MC 1
Apresenta um ou dois níveis hierárquicos (     )  PE 2
Amplia-se a organização funcional, baseada nas funções administrativas (     )  MD 4
Especialização baseada em relações produto-mercado (     )  GE 6
Pontos

7 – Direção

O empresário/proprietário confunde-se com a empresa (     )  MC 1
O empresário busca profissionais para as áreas de influência legal (     )  PE 2
O empresário divide a administração com profissionais (     )  MD 4
Separação completa do empresário/capitalista da direção da empresa pela profissionalização (     )  GE 6
Pontos

8 – Participação da família na Direção da empresa

Envolve praticamente somente pessoas da própria família na produção e/ou prestação de serviços e na direção da empresa (     )  MC 1
Somente membros da família ocupam posições importantes (     )  PE 2
A família começa a deixar os postos mais importantes, sendo substituída por profissionais (     )  MD 4
Administração profissional, mesmo quando a empresa detém as características de organização familiar (     )  GE 6
Pontos

9 – Níveis de assessoramento

Nenhum assessoramento facilitado pela legislação simplificada (     )  MC 1
Mínimo assessoramento externo e nenhum interno (     )  PE 2
Assessoramento interno inicial mais sofisticado e ampliação do externo (     )  MD 4
Assessoramento interno diversificado e amplo acompanhamento externo (     )  GE 6
Pontos

10 Política Salarial

Sem critérios aparentes (     )  MC 1
Assistemática e, frequentemente, paternalista (     )  PE 2
Apresenta alguma sistemática com ênfase em estabilidade e desempenho individual (     )  MD 4
Totalmente sistemática com variações em função do desempenho global da empresa (     )  GE 6
Pontos

11 – Produção

Limitada à capacidade de vendas (     )  MC 1
Elabora produtos rotineiros e utiliza processos simplificados (     )  PE 2
A preocupação deixa de ser exclusivamente com a produção (     )  MD 4
Dominada pelos princípios de marketing (     )  GE 6
Pontos

12 – Matérias-Primas

Aplicação de trabalho a um manufaturado (     )  MC 1
Utiliza matérias-primas locais e de fácil aquisição, ou materiais pré-fabricados das proximidades (     )  PE 2
Aquisição de insumos (     )  MD 4
Pode produzir seus próprios insumos (     )  GE 6
Pontos

13 – Relação Empresário X Produção

O empresário trabalha na “oficina” (     )  MC 1
Separação rudimentar entre a produção técnica das outras atividades administrativas (     )  PE 2
A produção é limitada ao alcance da capacidade do empresário, tendo-se um incremento da atividade administrativa (     )  MD 4
Totalmente especializada, podendo o empresário/capitalista não ter domínio técnico dos processos de produção (     )  GE 6
Pontos

14 Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento

Domínio de uma tecnologia suficiente para a fabricação de um único produto (     )  MC 1
Não institucionalizada orientada pelo diretor-proprietário (     )  PE 2
Busca cada vez mais institucionalizar as melhorias em produtos e processos (     )  MD 4
Busca institucionalizada de novos e melhores produtos (     )  GE 6
Pontos

15 – Instalações da empresa

Situada no lar do proprietário ou em suas proximidades (     )  MC 1
Instalações precariamente apropriadas, embora pertencentes a terceiros (     )  PE 2
As instalações são ampliadas, passando algumas delas à propriedade da organização (     )  MD 4
As instalações são modernas ou já estruturadas, apropriadas, constam como investimento e existe separação entre o setor de produção e a administração (     )  GE 6
Pontos

16 – Parque Industrial

Improvisação total (     )  MC 1
Equipamentos e maquinaria tradicionais e simples (     )  PE 2
A modernização faz parte do vocabulário empresarial (     )  MD 4
Maximização de seus recursos produtivos, e ênfase na automação (     )  GE 6
Pontos

17 – Produtos e/ou serviços para o Usuário ou Consumidor

Seus produtos não necessitam de serviços (     )  MC 1
Não oferece nenhum tipo de serviço complementar (     )  PE 2
Modelo integrado de transações, o produto pode originar o serviço (     )  MD 4
Um serviço específico para cada um dos produtos (     )  GE 6
Pontos

18 – Linha de Produtos

Produtos específicos e limitados em função de uma contingência de mercado (     )  MC 1
Produto único ou linha única de produtos (     )  PE 2
Linhas de produtos ou negócio único (     )  MD 4
Linhas múltiplas de produtos ou negócios múltiplos (     )  GE 6
Pontos

19 – Distribuição de Produtos

Venda direta aos consumidores ou à clientela (     )  MC 1
Um canal singelo, caminhando para um conjunto de canais (     )  PE 2
Um conjunto de canais (     )  MD 4
Canais múltiplos (     )  GE 6
Pontos

20 – Processos de Venda

Um dos membros da família tem essa incumbência (     )  MC 1
O empresário tem a seu cargo as vendas de seus produtos ou supervisiona pessoalmente as vendas (     )  PE 2
Equipe de vendas para todos os produtos (     )  MD 4
Equipe de vendas especializada em produtos ou linhas de produtos para satisfazer o consumidor (     )  GE 6
Pontos

21 – Área de operação

Local e dependente de uma característica peculiar (     )  MC 1
Área de operação local (     )  PE 2
Área de operação local com possibilidade de abertura de filiais (     )  MD 4
Área de operação ampliada, podendo chegar a ser multinacional (     )  GE 6
Pontos

22 Mercado

Mercado fronteiriço (     )  MC 1
Serve a um mercado limitado ou local, ou dentro de um mercado mais amplo, a um número reduzido de clientes (     )  PE 2
Mercado ampliado (     )  MD 4
A empresa passa a ser administrada em função dos mercados que pretende atingir (     )  GE 6
Pontos

23 – Relação com o Ramo de Atividades

Difícil de ser medida em função da instabilidade na produção e no comércio (     )  MC 1
Pequena participação no movimento geral do ramo, mas com distribuição ou emprego de produtos ligados a empresas maiores (     )  PE 2
Importante participação no movimento geral do ramo, podendo estar abaixo somente de uma empresa gigante do setor (     )  MD 4
Líder absoluta do ramo, detendo mais de 80% da produção ou da comercialização (     )  GE 6
Área de operação ampliada, podendo chegar a ser multinacional (     )  GE 6
Pontos

24 Escolhas Estratégicas

Ligadas à própria origem do empreendimento (     )  MC 1
As necessidades do proprietário/empresário entram em conflito com as exigências da empresa (     )  PE 2
Integração entre os objetivos de participação no mercado e amplitude da linha de produtos (     )  MD 4
Apresentam um ritmo de crescimento, com entrada e saída de setores e com atribuições de um orçamento descentralizado (     )  GE 6
Pontos

25 – Medida de Desempenho

Não é realizada (     )  MC 1
Realizada por meio pessoal ou por critérios subjetivos (     )  PE 2
Cada vez mais impessoal, utilizando critérios técnicos e/ou cálculos de custos (     )  MD 4
Impessoal, utilizando critérios de mercado como retorno sobre o investimento e participação no mercado (     )  GE 6
Pontos

26 Sistemas de Controle

Praticamente inexistentes (     )  MC 1
Controle pessoal de decisões operativas e estratégicas (     )  PE 2
Controle pessoal de decisões estratégicas, com maior delegação de decisões operativas, baseada em controle por regras e normas (     )  MD 4
Delegação de decisões de produto-mercado, dentro dos negócios existentes, com controles indiretos, baseados em análise de resultados (     )  GE 6
Pontos

27 Nível de Reinvestimento

Nenhum reinvestimento, em função da empresa estar atuando como fator de subsistência para o empresário (     )  MC 1
Baixo reinvestimento (     )  PE 2
O reinvestimento já faz parte do planejamento da empresa (     )  MD 4
Reinvestimento, remessa de lucros e outras modalidades fazem parte da dinâmica da empresa (     )  GE 6
Pontos

28 – Tamanho da Empresa / Característica do Negócio

Determinado pelas necessidades de produção (     )  MC 1
O tamanho da empresa corresponde à capacidade do empresário em administrá-la (     )  PE 2
Ampliação do número de funcionários e, consequentemente, dos supervisores, afastando-se o empresário da linha de frente da produção (     )  MD 4
O tamanho da empresa depende das necessidades da cobertura de mercado e das contingências políticas e econômicas (     )  GE 6
Pontos

29 – Número de Funcionários

Máximo 5 empregados (     )  MC 1
Máximo 100 empregados (     )  PE 2
Máximo 250 empregados (     )  MD 4
Superior aos das outras categorias (     )  GE 6
Pontos

Tabela de Pontuação

Microempresa até 43 pontos
Pequena Empresa de 44 a 86 pontos
Média Empresa de 87 a 144 pontos
Grande Empresa de 145 a 174 pontos

Observação

Para resultados muito próximos aos limites superiores da classificação encontrada, considere que a sua empresa pode estar iniciando um processo de transição. Assim, se no próximo quadro forem assinalados pelos menos dois dos itens, esta possibilidade é real.

Transição de Categorias

Investimentos mais constantes em propaganda
Ampliação da participação no ramo pela implantação de novo parque industrial
Implantação de gerências, departamentos etc., com a separação definitiva do setor produtivo, financeiro e mercadológico em termos funcionais
Setor de serviços gerais preocupado com o nível de racionalização de recursos
Setor de recursos humanos inicia a sua escalada na hierarquia de investimentos
Investimento razoável em informática e automação industrial

Adaptação do original de Waldyr Gutierrez Fortes, Professor da Universidade Estadual de Londrina.

http://www.portal-rp.com.br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: