Ações de empreendedorismo

Outubro 21, 2013

https://www.facebook.com/sebraesp

 


Aceleradora de vendas

Setembro 23, 2013

Aleceradora de vendas


Blended Learning

Agosto 30, 2013
Ações presenciais,videos e e-coach

Ações presenciais,videos e e-coach


Texto sobre indicadores!

Setembro 20, 2011

Definição de indicadores


Mais com menos dá mais!

Setembro 5, 2011

Performance em Vendas! Edison Talarico 

 

 

 

 

 

Cada vez mais somos pressionados a fazer muito mais coisas, com menos recursos.

Busca-se o aumento do faturamento, do número de clientes ativos, da ampliação de margens e do alcance de nossas metas de trabalho. Em contrapartida temos que reduzir o custo, o tempo de trabalho na prospecção de clientes e na resposta imediata às necessidades dos nossos clientes.

Os “Corredores de seguro” não ganham medalhas pelo segundo lugar.

Ser corretor nos dias de hoje exige preparo físico ,mental e a velocidade de um atleta. Os resultados obtidos no passado não garantem a manutenção de uma carteira segura de clientes e estes recebem diariamente ofertas vantajosas para a migração dos seus planos. A profissão do corretor de seguro gera insegurança a quem não estiver atento às mudanças culturais do segmento e que adote uma metodologia de trabalho antiga, estruturada somente no envolvimento pessoal e na eventual fidelidade de amigos.

Os clientes aprenderam a não mais ouvir o que o corretor fala e até mesmo a ignorá-lo, quando a vantagem só beneficiar só um lado da negociação. Quem vive em uma grande cidade está exposto a aproximadamente 2.000 mensagens publicitárias por dia, independente das ligações telefônicas e mensagens eletrônicas As propostas tornaram-se commodities e se você lesse 90% delas não notaria nenhuma diferença.

 – + = – , menos clientes, com mais despesas, dá menos Resultado!

Os clientes estão à procura de coisas que resolvam os seus problemas pessoais e todos estão ocupados demais para prestar atenção no que estamos falando. O antigo já não funciona como antes e temos que despertar interesse e conquistar o tempo de atenção do cliente, para não ficar invisível.

O número de contatos comerciais ao longo de um período torna-se a moeda do corretor e a falta de um planejamento diário certamente implicará em perdas financeiras para o profissional. Defendo a idéia de se contatar um número menor de clientes, mas investir uma carga horária maior no mapeamento do perfil comportamental do assegurado.

Visitas improdutivas ,sem um objetivo concreto e clientes sem as características ideais para o seu portfólio devem ser avaliadas de forma racional e em alguns casos descartadas. As estratégias de abordagem para contatos iniciais, de reversão e ou de manutenção de clientes devem ser desenhadas com profissionalismo, criando roteiros e pautas comerciais exclusivas para ligações telefônicas, email marketing, encontro em eventos e no período de renovação das apólices.

Se telefone resolvesse todos os nossos problemas comerciais, as operadoras de Call Center seriam presidentes das empresas!Entendo que o contato pessoal define o valor de um serviço e a sua ausência diminui em muito, o valor do corretor. Temos que dar as mãos para os clientes no mínimo três vezes por ano, para sermos lembrados da nossa expertise.

 + + = + , mais clientes, com mais produtos amplia o faturamento!

Todos sabem que os corretores tendem a oferecer somente um tipo de seguro para os seus clientes, existindo um potencial enorme para a realização de vendas cruzadas (Cross-Selling).Trata-se da venda de múltiplos produtos ou serviços a um mesmo cliente.

Como justificativa sabemos que vender a um cliente já em carteira é até quatro vezes menos dispendioso do que fazê-lo a um cliente novo,mas uma boa estratégia de Cross-Selling deve estar baseada numa boa estratégia de Segmentação.

O problema é que os corretores não sabem segmentar as suas carteiras de clientes. Aumentar a fidelidade e a retenção, gerar valor para o cliente e rentabilidade para o fornecedor, aumentar o conhecimento do cliente, criar uma “fábrica de oportunidades” de venda e aumentar a “perícia” do fornecedor são alguns dos benefícios de um bom Cross-Selling.

As Estratégias de Cross-Selling devem traduzir-se na prática por Planos de Crescimento de Clientes adequados a cada segmento da carteira. Em contrapartida o crescimento da relação com o cliente mediante maior venda do mesmo produto ou serviço ( up-selling), ou de versões mais avançadas dos mesmos, permite observar as seguintes características:

• Encurtar o ciclo de vendas e otimizar o ritmo de negociações.

• Obter compromisso de compra no futuro.

• Descobrir novas aplicações de determinados produtos ou serviços.

• Aumentar a penetração por cliente

 • Consolidar a posição da empresa a médio e longo prazo.

+-=+ , mais resultado, com menor esforço, dá performance!

Para que se possa impactar o novo cliente, devemos estar atentos a algumas tendências que fazem parte do arsenal decisório do novo consumidor. Lembre-se que eles optam por ouvi-lo ou ignorá-lo!

Valorização da Comodidade: Os clientes querem total acesso de dentro de suas casas ( pizzas, farmácias, bancos, musicas, seguro?) no inicio, tudo por telefone; hoje, quase tudo on-line. Muitos dos corretores subestimam a força das mídias sociais e das novas tecnologias, perdendo a oportunidade de criar uma trilha de relacionamento.

Senso da Individualidade: O novo consumidor não quer ser atendido como mais um, na multidão; quer receber informações sob medida, que atendam suas necessidades específicas.

Preocupação com a Segurança: O consumidor quer tudo melhor, maior, mais barato e mais rápido, mas só se tudo estiver de acordo com os seus padrões de conforte e segurança.

Mas como resolver esta questão e nos prepararmos para este novo cenário? Albert Einstein dizia que não podemos resolver novos problemas com técnicas antigas.

Steve Jobs propõe as seguintes dicas:

 1. Faça o que você gosta!

2. Cause impacto nas pessoas!

3. Seja inovador e criativo!

4. Venda sonhos, não produtos!

5. Enxergue além do produto!

6. Crie experiências incríveis!

7. Comunique-se bem!


Toscano Alimentos – Recorde de Vendas!

Agosto 17, 2011


A Toscano Alimentos, cliente Thiene2080, comemora várias conquistas: a nova identidade visual e o sucesso da campanha Cozinha Completa, que envolvia a participação dos consumidores pela internet. E, acima de tudo, a Toscano celebra o recorde de venda dos últimos 11 anos! Parabéns, Toscano!  E que os resultados sejam cada vez melhores!


Fertron: 100% da meta anual atingida em julho

Agosto 10, 2011


A Thiene2080 oferece um cardápio variado de serviços. Um dos destaques é o de consultoria empresarial, onde são buscados melhores resultados por meio do aprimoramento de técnicas e processos. E, em se tratando de resultados, comemoramos essa semana uma grande conquista da Fertron, uma de nossas clientes: a meta anual de 2011 foi atingida em julho! Parabéns a todos e muito sucesso!

 

Conheça a Fertron

A Fertron encontra-se há três décadas no mercado nacional. Iniciou suas atividades em Sertãozinho, interior de São Paulo, fornecendo assistência técnica de equipamentos eletrônicos para instrumentação e controle de processos no setor sucroenergético.

No decorrer de sua jornada, a Fertron tornou-se a maior integradora brasileira na área de automação e elétrica. Desde sua criação, a Fertron sempre investiu no desenvolvimento de novos produtos na área de automação industrial e mecânica. A empresa exporta para mais de 23 países, além de ser cadastrada como fornecedora da Petrobrás.